Sindesp-MA participa de ação contra o câncer de próstata

11 de Novembro de 2016 às 10:20

O Sindicato das Empresas de Vigilância e Transporte de Valores do Estado do Maranhão (Sindesp-MA) e o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do estado do Maranhão (Seac-MA) promovem ação social de conscientização sobre o câncer de próstata. A iniciativa faz parte da campanha mundial Novembro Azul, que visa alertar a sociedade e, em especial, os homens sobre os riscos da doença e a importância dos exames periódicos.

Os sindicatos desenvolveram cartazes e adesivos para automóveis. O material é distribuído nas empresas de segurança e asseio e conservação, além de hospitais. Um dos principais objetivos é vencer o preconceito dos próprios homens com o exame do toque.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Cerca de 10% dos homens após os 50 anos de idade desenvolvem a doença. Conforme o envelhecimento, as chances crescem, podendo afetar aproximadamente 50% dos homens aos 75 anos. Em 2013, a doença levou a óbito mais de 13.000 homens.

Em sua fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas, portanto os exames preventivos frequentes são fundamentais para que a doença não seja descoberta já em estado avançado. Quando diagnosticado precocemente, as chances de cura são de 90%, além de permitir um tratamento menos agressivo.

A recomendação médica é de que homens a partir dos 50 anos de idade façam o exame de próstata anualmente. Caso haja algum fator de risco, tais como histórico familiar, obesidade, consumo excessivo de álcool e tabagismo, recomenda-se o exame anual a partir dos 45 anos. Além disso, uma mudança no estilo de vida é crucial para aumentar a sobrevida, incluindo uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas no dia a dia.

Ascom/Fenavist