Congresso de Segurança debate boas práticas na sede da FIESP em São Paulo

21 de Junho de 2016 às 15:16
O presidente Jeferson Furlan Nazário, participou do Congresso de Segurança na Indústria

O Congresso de Segurança na Indústria que foi aberto na manhã desta terça-feira (21/06), na sede da Fiesp, em São Paulo, contou com a participação do presidente da Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores – FENAVIST – Jeferson Furlan Nazário e João Eliezer Palhuca – também da FENAVIST e Presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada, Eletrônica e Cursos de Formação do Estado de São Paulo – SESVESP.

Ainda pela manhã teve a palestra do diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da FIESP, Paulo Francini.
Com temas pertinentes a segurança no dia a dia das empresas, o Congresso abordou assuntos que contextualizam o cenário político e econômico do Brasil.

O diretor Francini destacou o processo de desindustrialização pelo qual passou e ainda passa o país. Nos anos 1980, a indústria respondia por 20% do Produto Interno Bruto brasileiro. Com a queda iniciada no Governo Collor, chegou-se, em 2015, a apenas 11,4% de participação no PIB. “Foi uma queda de 40%, o Brasil deixou de ser um país industrializado”, disse.

Reflexo desse processo, a participação da indústria na população ocupada caiu de 21,9% entre 1975 e 1992 para 16,5% em 2014. “Tivemos ainda fatores como o avanço da tecnologia, a globalização e fenômeno China: o valor agregado da indústria no mundo caiu”.

O presidente Jeferson, abordou assuntos que envolvem os problemas ligados aos furtos, aos desvios, aos roubos, às fraudes e à pirataria, apresentando levantamento do cenário em números e a proposição de soluções para que a segurança das indústrias seja pensada, diminuindo assim as perdas. 

Flávia Di Ferdinando
​Redação FENAVIST