Operação da PF flagra empresas de segurança clandestinas em Alagoas

8 de Abril de 2016 às 14:17

Três empresas foram notificadas por falta de registro na Polícia Federal.
Também foram apreendidos materiais com funcionários.

Uma operação da Polícia Federal, denominada “Securitas”, fiscalizou empresas que prestam serviço clandestino de segurança patrimonial e pessoal em Maceió e Arapiraca, no Agreste do estado. Equipes visitaram oito locais e, em três deles, foi confirmada a irregularidade. A ação foi concluída na quinta-feira (7).

Segundo a PF, a operação partiu de denúncias recebidas pela superintendência do órgão em Alagoas. A empresa Apoio Security, que fica no bairro de Mangabeiras, em Maceió, foi notificada por não ser regularizada.

Outras duas empresas são de Arapiraca. Em um condomínio do município, foi constatada a presença de dois vigilantes pertencentes à empresa clandestina de nome Sistema Alvo. Com os funcionários, foram apreendidos coletes, algemas, cassetete e rádios de comunicação. O condomínio foi notificado para que se regularize.

Em outro ponto de Arapiraca, a PF notificou a empresa Dellta Segurança LTDA, onde foram apreendidos com os funcionários coletes, algemas, rádios HT e central de rádio.

A reportagem tentou entrar em contato com as empresas citadas na operação, porém,só obeteve êxito com a Security. A empresa ficou de mandar um posicionamento via e-mail, o que ainda não ocorreu.

Segundo a Polícia Federal, esta foi a 1ª fase da operação, que será permanente. A PF destacou que realiza o controle da atividade de segurança privada e vem intensificando este trabalho para fazer com que todas as empresas que desejem atuar no ramo sejam devidamente inscritas e cadastradas no órgão e com vigilantes devidamente aprovados em cursos de formação e cadastrados.

O nome da operação é uma referência à deusa da Segurança e Estabilidade, significando no Império Romano o Cuidar da Liberdade.

Fonte: Portal Globo de nóticias - G1

Link de acesso a matéria: http://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2016/04/operacao-da-pf-flagra-empresas-de-seguranca-clandestinas-em-alagoas.html

Redação FENAVIST
Flávia Di Ferdinando
Lorena Braga