EXPOSEC 2016 supera expectativas e se consolida como plataforma de negócios para o setor de segurança

18 de Maio de 2016 às 13:30

Realizada de 10 a 12 de maio de 2016, no São Paulo Expo, em São Paulo, a 19ª edição da EXPOSEC | Feira Internacional de Segurança foi encerrada com recorde de visitação superando 42 mil visitantes.

Principal evento e vitrine tecnológica da América Latina para o setor de segurança, a feira reuniu 800 marcas expositoras, nacionais e internacionais, que apresentaram soluções para os segmentos de segurança eletrônica, privada, pessoal, patrimonial e empresarial.

“O que se viu ao longo dos anos foi a consolidação da EXPOSEC como centro gerador de negócios para o setor de segurança e ponto de encontro dos profissionais de todo o País. A busca contínua pelo desenvolvimento, capacitação e profissionalização do setor e a crescente expansão, em número e qualidade de visitantes e expositores, transformou a EXPOSEC na grande vitrine da segurança com soluções integradas, reunindo compradores do Brasil e do exterior”, afirmou Rimantas Sipas, Diretor Comercial da Cipa Fiera Milano, organizadora do evento em parceria com a ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança).

Novidades tecnológicas

A feira apresentou ao mercado mais de 10 mil itens em exposição. Dentre as novidades destacaram-se as câmeras Full HD, os diferentes tipos de biometria e softwares inteligentes. As soluções são utilizadas para diversas aplicações como: projetos integrados de segurança; segurança das informações; tecnologia de segurança eletrônica aplicada à conectividade; projetos de integração das áreas de segurança da informação e do patrimônio; e integração da segurança eletrônica com automação e internet.

Para a Presidente da ABESE, Selma Migliori, a EXPOSEC 2016 superou as expectativas. “A feira é o grande palco tecnológico do setor de segurança eletrônica e fomentadora de novos negócios, reunindo a cada ano marcas de peso do segmento. Além disso, oferece capacitação, disseminação de conhecimento e atualização profissional, apresentando as soluções tecnológicas e como utilizá-las”. A executiva destacou ainda algumas ações da associação realizadas no evento como o lançamento da validação da certificação da indústria associada à ABESE e um guia destinado ao consumidor, além da realização da 2ª edição do TecShow, que apresentou aos visitantes algumas tecnologias de ponta como a portaria remota, softwares inteligentes e as câmeras IP que buscam imagem de longa distância.

Potencial do Setor

O mercado de segurança eletrônica continua registrando índices de crescimento. O faturamento em 2015 foi 6% maior que em 2014, atingindo R$ 5,4 bilhões. Para 2016 a perspectiva para o setor é de crescimento de 4 a 5%, com faturamento de cerca de R$ 5,6 bilhões.

Segundo Selma Migliori, Presidente da ABESE, isso ocorre devido a uma junção de fatores. “De um lado, os empresários buscam alternativas para enfrentar os desafios da crise e tornam suas empresas mais competitivas, por meio de investimentos em novas tecnologias, qualidade de produtos e serviços, capacitação e capacidade produtiva. De outro, as oportunidades geradas pela redução dos investimentos em segurança dos governos federal, estaduais e municipais, estimulam investimentos privados, a facilitação ao acesso a novas tecnologias, a necessidade de pessoas e empresas continuarem investindo em segurança preventiva e na atualização dos sistemas que já mantêm e ainda a redução das importações, ocasionada pela elevação da taxa de câmbio”.

COBRASE - No dia 11 de maio os visitantes da feira tiveram a oportunidade de usufruir da troca de informações e experiências no 27º Congresso Brasileiro de Segurança Privada (COBRASE). O evento, aberto ao público, contou com a participação de sete renomados palestrantes na esfera da segurança, agregando conhecimento e contribuindo para promover o debate sobre temas relacionados ao setor.

Renato Prado, graduado em Administração de Redes e Consultor de Sistemas Eletrônicos de Segurança, abriu o Congresso falando sobre “A Tendência Crescente das Plataformas Integradas nos Sistemas de Segurança Eletrônica”. Segundo o especialista, a convergência de atuações entre profissionais e sistemas de automação e vigilância, é uma forte tendência do mercado de segurança eletrônica. Para ele, a eficiência das conexões entre diversas redes de comunicação é facilitada através do desenvolvimento de softwares avançados e do uso de protocolos, que são convenções que controlam e possibilitam a comunicação entre duas ou mais plataformas diferentes.

Na sequência, Luiz Carlos Gabriel, jornalista, professor e editor das revistas Security e Incêndio, e autor de diversos livros, falou sobre “Segurança Empresarial: luxo ou necessidade”. De acordo com Gabriel, o instinto de preservação é inerente ao ser humano e a sensação de ameaça proeminente, motiva a necessidade de amparo e segurança. Para o palestrante, a evolução dos delitos contra o homem e contra a propriedade, a diversidade das atividades empresariais e seus riscos comuns e inerentes, corroboram para o avanço dos meios de proteção e segurança. Partindo desse princípio, a segurança deixou de ser luxo e passou a ser um fator necessário. Para encerrar a palestra, o jornalista salientou que, “tratando-se de segurança privada os conceitos são perduráveis, o que se transforma são os modos de operacionalização”.

Outro destaque no Congresso foi o comentarista de segurança da Rede Globo, e consultor de segurança, Diógenes Viegas Dalle Lucca, que debateu sobre “Educação para Segurança – Violência Urbana”. Diógenes pontuou que o conceito de segurança tem se aperfeiçoado nos últimos anos, mas ainda está muito aquém do ideal. Ele ressaltou que a população, de uma forma geral, precisa entender que as questões de segurança e prevenção transcendem o papel do governo e da polícia. De acordo com Diógenes, o grande desafio é entender que segurança é, acima de tudo, qualidade de vida, e para isso, é necessário investir na cultura da prevenção. Como principal dica o palestrante deixou claro que é de suma importância estar conectado para que não se perca a percepção de riscos iminentes, e assim não nos tornemos vítimas da violência urbana.

EXPOSHOW - Com programação de conteúdo e atualização gratuita, ministrada pelos expositores, o EXPOSHOW promoveu a troca de informações e tecnologias e fortaleceu o intercâmbio entre empresas e visitantes. O evento reuniu diversos especialistas e profissionais do mercado, em seus três dias de realização. As palestras abordaram temas técnicos de relevância para o setor como segurança eletrônica, segurança da informação na internet, reconhecimento facial, novas tecnologias aplicadas ao CFTV e o mercado de rastreamento, colocando em destaque 18 importantes segmentos da indústria.

1ª Ilha de Segurança da Informação - Com palestras e treinamentos gratuitos a EXPOSEC sediou a 1ª Ilha de Segurança da Informação. A iniciativa, uma parceria da Cipa Fiera Milano com o Grupo Daryus - Consultoria e Treinamento, teve o objetivo de capacitar profissionais e disseminar conhecimento e informação nas áreas de governança, risco, compliance, segurança da informação e cyber security. Passaram pelo espaço cerca de 300 profissionais, que receberão certificado de participação no evento.

A programação teve grande aceitação do público já que se trata de um tema bastante atual. De acordo com a organização dentre os assuntos que geraram maior interesse estiverem o Treinamento em Segurança da Informação, a palestra Crimes Eletrônicos – Compartilhamento das Informações e a Mesa-redonda: Gestão de Segurança da Informação Integrada.

WDC Networks - A WDC Networks e a Hikvision realizaram treinamentos gratuitos durante a EXPOSEC sobre a tecnologia IP. Segundo a organização o mercado atual está migrando do analógico para o IP e os profissionais buscam informações para se atualizar. Durante os três dias de evento passaram pelos treinamentos mais de 900 pessoas que puderam ter acesso a especialistas e trocar conhecimentos sobre sistemas inteligentes de segurança, novidades em centrais de alarme, controles de acesso e plataformas de integração. A WDC Networks aproveitou a EXPOSEC para lançar, com exclusividade, um aplicativo que permite a interação entre profissionais da área para trocar informações sobre sistemas, novas tecnologias e até mesmo debaterem dúvidas e melhorias sobre produtos. O aplicativo está disponível na versão Android e, em breve, será lançado para iOS.

Samsung Wisenet / Hanwha Techwin América - A Samsung Wisenet levou 15 cursos com mais de 2.200 vagas com o objetivo de promover conhecimento técnico para o público presente na feira - do nível básico ao avançado, capacitando-os por meio de cursos rápidos e gratuitos realizados pela equipe do núcleo de especialista Wisenet ACADEMY – área de Capacitação e Treinamentos da empresa. Claudemir Martins, gerente de Treinamento para América Latina, ressaltou que o objetivo foi ampliar o conhecimento. “Estamos dispostos a contribuir na formação de profissionais para o setor”.

Congresso de Vendas e Marketing Samsung - O congresso teve foco na melhoria dos processos de planejamento, vendas, liderança e marketing das empresas e contou com nove palestras com duração de 1h30 cada. Para Edson Santos, coordenador de Marketing para o Cone Sul, a iniciativa visou estreitar o relacionamento com os canais, e assim oferecer ferramentas de desenvolvimento de negócios, capacitação, marketing e soluções técnicas que atendam aos projetos residenciais e corporativos.

Agenda EXPOSEC 2017

A 20ª edição da EXPOSEC | Feira Internacional de Segurança será realizada de 23 a 25 de maio de 2017, no São Paulo Expo, em São Paulo.

Mais informações: www.exposec.com.br

Link de acesso: http://www.segs.com.br/eventos/16775-exposec-2016-supera-expectativas-e-se-consolida-como-plataforma-de-negocios-para-o-setor-de-seguranca.html