Especialista em segurança diz que empresas de transporte de valores precisam se readequar

18 de Fevereiro de 2016 às 13:46
Divulgação/ND

O recolhimento e abastecimento de valores tem qu ser feito em local adequado e longe do fluxo de pessoas, opina especialistas

Por: Colombo de Souza

Após um assalto em um supermercado na Beira-Mar Norte no momento em que um carro forte fazia a transferência de valores, nessa terça-feira (16), entidades ligas ao setor manifestaram-se pedindo mais segurança ao trabalhadores. O ND ouviu o consultor em segurança públca, e ex-comandante da Polícia Militar e coronel da reserva, Édson de Souza, 59, sobre a situaçõa das empresas de transporte de valores. Segundo ele, é necessário reformular o planejamento do abastecimento e recolhimento do dinheiro em supermercados, bancos, lotéricas e outros comércios.

Édson explica que não existe um a regra definida: o blinadado estaciona na frente do comércio, num lugar público, com imenso fluxo de pessoas, os seguranças se posicional com armas longas, enquanto ocorre o recolhimento e abastecimetno. "Além disso, os blindados não mudam o horário", detalhou.

Na opinião do consultor, as empresas de transporte de valores deveriam ter um local mais reservado, lo9nge do público, ou acioanar a PM para isolar a área e dar proteção aos vigilantes. "A taxa que as empresas vão pagar à PM, certemante é muito menor do que a idenização à família de um funcionário em caso de morte" ressaltou.

Aindas de acordo com ele, o abastecimento e recolhimento de valores sem nenhum planejamento de segurança, infelizmente, faz parte do cotidiano das pessoas que nem mais se assustam com a possibilidade de ocorrer uma ação iminentemente criminosa, colocando em risco a vida de quem passa por ali e até mesmo os vigilantes. "Não existe uma situação 100% segura no transporte de valores, mas as empresas e os sindicatos reavaliar a questão", sugeriu. 

Link de acesso a matéria: http://www.ndonline.com.br/florianopolis/noticias/298659-especialista-em-seguranca-diz-que-empresas-de-transporte-de-valores-precisam-se-readequar.html

 

Redação FENAVIST
Flávia Di Ferdinando
Lorena Braga